O que é?

A autenticação de cópias caracteriza-se como a reprodução de uma via original de determinado documento incluindo, posteriormente, a declaração de que a cópia é igual ao documento apresentado. Neste ato, o papel do tabelião, profissional que tem pública do Estado, é fazer prova plena de que a cópia é idêntica ao documento original.

A autenticação é elaborada com a função de multiplicar documentos, mantendo a sua validade e originalidade. Assim, a via autenticada pode ser utilizada por terceiros, com a garantia de que as informações contidas no documento condizem exatamente com a versão original.

Como é feita?

Para solicitar a autenticação de um documento é necessário comparecer ao cartório de notas, portando a via original do documento. A parte interessada deve apresentar o documento e a reprodução da via original, que pode ser fornecida pelo usuário ou feita diretamente na serventia. Nos dois casos, a reprodução e a via original serão analisadas para verificar se a cópia contempla todas as informações necessárias, seguido da inserção do selo de autenticidade, carimbo e assinatura do responsável pela autenticação.

A autenticação de cópias só pode ser realizada mediante a apresentação da via original. Também é vedada a realização de cópia autenticada se o documento original contiver rasuras, tiver sido adulterado por raspagem ou corretivo, bem como contiver escritos a lápis. No caso de documentos de identificação, é vedada a extração de cópia autenticada se o documento estiver plastificado.

Fale com a Ouvidoria